QUEM SOMOS      CADERNOS DO GREI      REVISTA OMNIA      NOTÍCIAS

ABOUT      SCIENTIFIC COMMISSION      EDITORIAL TEAM      CURRENT      ARCHIVES      SUBMISSIONS   
   
   

e-ISSN: 2183-4008 | ISSN: 2183-8720

    A ACESSIBILIDADE UNIVERSAL NA QUALIFICAÇÃO SOCIAL E FÍSICA DAS CIDADES
    Das Cidades e Vilas com Mobilidade para Todos ao Portugal 2020

    v.6 (2017), páginas 5 a 13
    DOI: https://doi.org/10.23882/OM06-2017-04-01

    Paula Teles
    Mobilidade e Planeamento do Território, Lda. (Portugal)
    paulateles@paulateles.pt

    Resumo
    Não se pode falar em acessibilidade em Portugal, sem referir o Projeto Rede Nacional de Cidades e Vilas com Mobilidade para Todos, lançado em 2003. Neste projeto, 80 municípios aderentes manifestaram a vontade de eliminar barreiras arquitetónicas e urbanísticas do território, através de avaliações efetuadas ao longo de três anos, em matéria de espaço público.
    Em 2008, dá-se uma nova fase nesta matéria, com o lançamento dos Planos de Promoção da Acessibilidade. Estes Planos, trabalhando na escala total do município, pretenderam fornecer orientações específicas que permitiram dotar os territórios de melhores condições de acessibilidade. Assim, detetaram, através da realização de um diagnóstico aprofundado, as debilidades ao nível das barreiras arquitetónicas e urbanísticas, em cinco áreas temáticas.
    Hoje verifica-se que esta metodologia, através dos mapas de acessibilidade desenvolvidos, é responsável pelo surgimento de novos desenhos urbanos que redesenham as cidades portuguesas.

    Palavras-chave: Acessibilidade, inovação, planeamento, território, turismo.

    UNIVERSAL ACCESSIBILITY IN THE SOCIAL AND PHYSICAL QUALIFICATION OF CITIES
    From Network of Cities with mobility for all to Portugal 2020


    Abstract
    It’s impossible to talk about accessibility for all in Portugal, without mentioning the National Network of Cities with Mobility for All, launched in 2003. In this project, 80 adherent municipalities expressed the desire to eliminate architectural and urbanistic barriers of the territory, through evaluations made over three years, in terms of public space.
    In 2008, raises a new phase in this theme, the Accessibility Promotion Plans. These plans, working on the full scale of the municipality, intended to provide specific guidelines that allowed the territories to provide better accessibility conditions.
    So, were detected, through an in-depth diagnosis, the weaknesses in matter of urban and architectural barriers, in five thematic areas.
    Actually, we check that this methodology, and the accessibility maps developed, is responsible for the emergence of new urban designs that redesigns the Portuguese cities.

    Keywords: Accessibility, innovation, planning, territory, tourism.

   

Grupo de Estudos Interdisciplinares <grupo@grei.pt> Rua Vergílio Ferreira, n-º 11, 8005-546 Faro - PORTUGAL